Artigos

 

IGUANAS - CUIDADOS E ALIMENTAÇÃO

            Para quem já conhece ou possui esta bela espécie de lagarto, já não se trata de um animal esquisito ou feio, pois já estamos acostumados com ele, mas as pessoas que vêem este animal nos ombros de alguém podem achar estranho, apesar de , na maioria das vezes os iguanas serem “boa gente”.
            Para quem viu e gostou, comprou e depois ficou a se perguntar “Como eu vou cuidar deste bicho?”, aqui vão algumas dicas a respeito que devem se muito úteis a quem é marinheiro de primeira viajem. Espero que estas dicas cheguem em boa hora.

Recintos

            Quanto maiores, melhor. Iguanas adultos precisam de recintos verticais de 2,0 m de altura por 1,5 de largura, muito bem guarnecidos de troncos de apoio e de folhas verdes. Dê preferência por locais semi abertos e que possam ter disponíveis plantas de fícus ou similares. Filhotes podem ficar nos primeiros seis meses em terrários de vidro com bastante iluminação e troncos. Evite telas de arame, o ideal é de plástico e polietileno, para não causarem abrasões no nariz destes animais.
Comes e bebes
            Verduras são a base da dieta de iguanas, não se utilize argumentos de pessoas que criam seus animais á base de frutas ou carne, pois este tipo de alimentação é danosa, ou por carência de proteína  ou por excesso. Seu iguana vai querer comer apenas o que venha a lhe agradar e com isso vai desenvolver carências vitamínicas e minerais que a levarão á morte. Sempre utilize três ou mais tipos de vegetais dos que irei descrever abaixo em uma mesma refeição, juntando a eles outros tipos:

  1. Couve romana
  2. Salsa
  3. Salsão
  4. Mostarda
  5. Acelga
  6. Folhas de nabo
  7. Folhas de cenoura
  8. Folhas de amora
  9. Alho poró
  10. Rúcula
  11. Alfafa (encontrada em forma peletizada em pet shops como comida de hamster)

 

Frutas e verduras também podem ser adicionadas a esta dieta de modo que não ultrapassem 30% do total. A única restrição que gostaria de mencionar e quanto a dar abacate e sementes de frutas como acerola. Outra semente que deve ser evitada é a de maçã. A comida deve ser picada em processador ou com faca de forma que seu iguana não possa escolher no meio destes ingredientes.
Água deve ser fornecida em bandejas grandes e á vontade. Lembre-se de lavar bem lavado a vasilha com sabão ou detergente e, não menos importante, enxaguar de forma a não sobrar nem resquícios de sabão. Iguanas costumam beber mais em vasilhas colocadas no alto.

Luz e calor

            Agora vamos tratar de duas coisas bem diferentes, ainda que muitas vezes provenientes de uma mesma fonte, o Sol.
Sua iguana precisa de calor para poder exercer uma vida normal de réptil, ou seja, para ele comer e digerir a comida, fabricar anticorpos e energia para sua vida ela necessita de uma fonte de calor, que pode ser o Sol ou uma lâmpada emissora de calor(existem vários tipos) a temperatura no recinto de seu animal deve estar em média com 29 a 30  graus Celsius, sendo que é importante que em uma parte esteja mais frio, que é para onde sua iguana vai se dirigir quando absorver muito calor, e outra parte mais quente, que é para onde ela vai para se aquecer mais rapidamente. A zona intermediária não é suficiente para aquecê-la de forma eficaz, tornando-a um animal enfraquecido com o passar do tempo, sei que isso torna a coisa um pouco complicada, mas eu não posso ser omisso neste ponto, portanto pense bem em como fazer isto ou pense que talvez uma iguana não seja o bicho ideal para você.
            Iguanas devem ter períodos de luz e de ausência dela para que possam entendê-los como dia e noite, isto se chama fotoperíodo e é essencial na vida de um réptil. A radiação que uma iguana necessita vai possibilitar entre outras coisas, a absorção do cálcio e a defesa imunológica, portanto a luz do sol, principal fornecedora de radiação ultra violeta, deve ser fornecida sempre a sua iguana, pois lâmpadas comuns não a possuem, sendo ineficientes para isso.
Cuidados médicos
            Sua iguana pode ter parasitos internos e externos, lesões ósseas por má alimentação, vir com traumas dos mais variados tipos ou exigir uma atenção especial, portanto ao adquirir uma iguana o segundo passo é levar ao veterinário especializado para que nada dê errado. Só um profissional habilitado garantirá a saúde de seu animal e se responsabilizará realmente por ele. Uma consulta e exames de rotina são algo que nenhum animal deve deixar de fazer  ao ser adquirido e em intervalos semestrais, de acordo com a espécie.
           
            Para se criar uma iguana deve-se ter a consciência de que estes animais possuem necessidades individuais  que devem ser satisfeitas ou serão animais doentes ou semi sadios a vida toda. Os dados acima não estão completos e, caso haja mais interesse de sua parte em conhecer este animal maravilhoso, procure informação fidedigna com especialistas na área de forma que, ao adquirir este mini dinossauro, você possa estar tranqüilo de que seu animal vai viver uma longa e feliz vida.

Ademar Couto